A Catequese do Sexo

Setembro 18, 2007

Minha primeira coluna sobre sexo: A Catequese do Sexo.

Final da Expo do Sexo em Portimão

Agosto 29, 2007

Apesar de não atingirem a estimativa calculada, de que 20000 pessoas compareceriam, ficando em quase 15000 na soma dos três dias, parece que a Expo em Portimão teve sucesso e promete uma segunda edição.

A I Expo do Sexo em Portimão, que recebeu 6300 visitantes na noite de sábado para domingo,  apresentou shows com strippers, testes de sida, um espaço para swing, e, pois claro, venda de produtos e artigos eróticos.

Um dia estava a conversar com alguns amigos – amigos, tenho que esclarecer, que não sabem da minha vida dupla – e ambos disseram a mesma coisa: o problema desses eventos é que o preço era exagerado e não oferecia uma diversidade suficiente para todos os tipos de público. Não sei, talvez tenham razão. Por exemplo, digamos que há um show com strippers masculinos, mas um homem não quer ver esse show. Talvez pudessem cobrar uma entrada mais acessível para o evento e, depois, chegando ao local, cada pessoa pudesse pagar um valor adicional para cada tipo de actividade oferecida, quando necessário. Por exemplo, ao invés de pagar um valor para todos os tipos de actividades oferecidas, pagava uma entrada razoável e, querendo assistir certos espectáculos – como o stripper masculino, mero exemplo – pagava uma taxa adicional para entrar nesse espaço. Mas claro, talvez não ganhassem tanto, e fosse, inclusive, mais difícil de organizar.

Endereço do site: Expo do Sexo

Onde li a notícia: Correio da Manhã

O parceiro ideal e a sexualidade

Agosto 8, 2007

Ainda sobre a pesquisa citada no post abaixo, acabo de ler um outro artigo sobre o assunto, no Sol. Curiosamente, há ali um dado que chama muito a minha atenção:

«(…) os portugueses são, na Europa, os homens que se conformam com menos sexo: «uma ou duas vezes por mês» obteve 14 por cento das respostas.»

Confesso que fiquei muito surpresa.

Nem sempre confio em pesquisas, principalmente quando estão relacionadas com coisas que ainda são tão íntimas para as pessoas.

Por isso, entre a confiança e a desconfiança, fica apenas a pergunta: Será?

Homens portugueses gostam de gemidos ao fazer sexo

Agosto 7, 2007

As revistas Men’s Health’ e ‘Cosmopolitan’, apadrinharam um estudo entre 13 países, incluindo Portugal, para traçar o perfil do parceiro ideal.

Segundo o estudo, 90,5% das mulheres encaram o sexo como uma maratona, ou seja, acham que é indispensável a acção. Se concordo ou discordo? Não sei, cada um tem a sua definição do que seria uma maratona. Gosto do sexo mais calmo, admito, mas se o oposto dessa “maratona” for aquele tipo de homem que coloca os braços atrás da cabeça… bem, aí voto na maratona.

Em relação aos estudos nacionais, a pesquisa aponta que não é a beleza ou a sensualidade o que os homens apreciam nas mulheres, mas a inteligência. No lado das mulheres, o que apreciam no homem é o seu sentido de humor.

«Segundo o estudo ontem apresentado, homens de todos os países querem uma mulher inteligente, que os faça rir, isto sem esquecer a parte física, isto é, o empenho e esforço por ficar bonita. E, claro, que consiga dominar o mau feitio. Quanto a elas, preferem um cavalheiro com sentido de humor, compreensivo e disposto a ceder, educado e capaz de dominar os maus modos.» (Correio da Manhã/Carla Marina Mendes)

Segundo o mesmo artigo citado no link acima, 78,4% dos homens portugueses consideram indispensáveis os gemidos nos momentos de prazer. (Sim, também acho importantes, não exactamente indispensáveis, ou algo como descreveu o artigo “não passam sem os gemidos”, mas bastante importantes. Mas a minha actividade enquanto acompanhante, e a anterior enquanto operadora de sexphone fazem com que seja suspeita para falar sobre isso. Aliás, teria muito o que falar sobre os gemidos. Entretanto para já deixo uma explicação muito clara quanto aos gemidos: eles são uma das n formas que temos de expressar se estamos gostando ou desgostando de algo, ou seja, além de estimular o parceiro, também fazemos com que ele saiba nos estimular. Nem todo corpo tem um mapa ou funciona como o outro, por isso é importante mostrar sinais de avanço ou recuo para o parceiro.)

Antes de começar

Agosto 7, 2007

Antes de começar, porque os preliminares são sempre importantes, deixo duas páginas escritas: O blog e Sobre mim. Assim creio que poderão entender melhor a ideia.


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.